Esta semana nossa atividade vai ser de música!

Vamos fazer um instrumento para tocar melodias que conhecemos e também as que quisermos inventar!

O que é o Som?

Os sons são resultados de vibrações. Quando tocamos um instrumento o som acontece porque uma onda sonora ganhou vida. Essa vibração pode acontecer de diferentes formas: pelo sopro, arranhando ou batendo.

Como surgiram as notas musicais?

O ser humano conhece as notas musicais faz muito, muuuuito tempo. No continente africano por exemplo, berço de toda a humanidade, já existiam diversos instrumentos. Um deles é o Balafon, precursor do conhecido Xilofone.

O Balafon é feito de placas de madeira e cabaças de vários tamanhos, e se utiliza baquetas para tocar nessas placas. O som é resultado da batida que reverbera nas cabaças que amplificam o som. Legal né?

Mas quem deu o nome para as notas musicais como conhecemos hoje foi um monge italiano chamado Guido d’Arezzo. Ele teve essa ideia a partir de um hino que cantavam, inicialmente nomeando apenas 6 notas ut, ré, mi, fá, sol e lá. Outros músicos foram modificando essa ideia até ser comum hoje em dia a gente utilizar a escala Dó, Ré, Mí, Fá, Sol, Lá e SI.

Outra forma de representar as notas são a partir das Cifras –C (Dó) , D (Ré), E (Mi), F (Fá), G (Sol), A (Lá), B (Sí).

Esses nomes das notas, na verdade representam a altura da vibração dos sons. Essa altura de vibração pode variar entre agudo e grave.

Vamos aprender na prática a achar essas vibrações criando um Xilofone.

Atividade

Materiais:

  1. 7 garrafas ou copos de vidro (de preferência do mesmo tamanho) 2 colheres (vão ser nossas baquetas)
  2. Água

Atenção! É importante a ajuda de um adulto para ajudar nessa atividade

Opcional – tintas ou corantes se quiser colorir a água de cada nota (não é obrigatório)

Veja o vídeo que mostra como criar seu Xilofone neste link

XILOFONE DE ÁGUA – COM MAYARA BEZIAN

Canal : Fábrica de Cultura no Youtube https://www.youtube.com/watch?v=N2wVOj4K2ss

Como fazer:

Coloque lado a lado em uma mesa ou no chão 7 copos ou garrafas. Vá colocando aos poucos água em cada copo para criar notas diferentes. Quanto mais água tiver no copo mais o som vai ser grave, quanto menos água mais agudo vai ser o som.

Depois de achar mais ou menos as notas, será preciso afinar a escala, colocando ou tirando um pouco mais de água de cada copo.

Importante!  A quantidade de água em cada copo ou garrafa vai depender do tamanho e grossura do vidro, por isso, parte da brincadeira é achar as notas musicais de ouvido.

Para isso vamos usar uma música de exemplo?

Do mi fá

Do Ré Mi FÁ FÁ FÁ

Dó Ré Do Ré Ré Ré Dó Sol Fá Mi Mi Mi Dó Ré Mi Fá Fá Fá Parabéns prá você

Dó, Do, Ré, Dó, Fá Mi-i-i,

Dó, Dó, Ré-é, Dó, Sol, Fá-á-Fá, Lá, Lá, Lá-Lá, Fá, Mi, Ré

Si, Si, Lá-a, Fá, Sol, Fá-á-Fá

Alecrim Dourado

Sol Fá Mi

Mi Ré Mi Sol Fá Fá Fá Mi Fá Sol Fá Fá Fa mi Fá Sol Mi Mi

Agora é sua vez de criar suas músicas!

 

Aula elaborada pelo professor de Arte Diogo Nogueira.

Deixe um comentário