ARTE EM CASA – 4º ANO

Exposição Sopro na Pinacoteca – SP

Arte sensorial com Ernesto Neto
Indicação: DI, SD.

Primeiro, o que é Arte sensorial?

Bem, podemos dizer de maneira bem didática que a arte sensorial sugere a experiência de estímulos como:

Tato:

 

Olfato:

 

Paladar:

 

Audição:

 

Ernesto Neto (1964) é um artista plástico brasileiro, escultor e cenógrafo, representante da arte contemporânea, e se destaca por suas esculturas/instalações com o uso de diversos materiais, entre eles a lycra, o algodão e a poliamida, permitindo a participação do público como elemento disparador da obra. Diferente de outras obras de Arte que não podemos tocar quando vamos ao museu, nas obras de Ernesto Neto somos convidados a tocar, cheirar, ouvir, entrar e caminhar por elas. Vejamos um exemplo:

Riogiboia – Ernesto Neto

Riogiboia é o título da obra de Ernesto Neto, feita especialmente para a exposição A Experiência da Arte que aconteceu no Sesc Santo André em 2015, com o formato de uma cobra-labirinto os visitantes podiam percorrer seu interior, antes de entrar era preciso tirar os sapatos, o piso era de madeira com desenhos indígenas tradicionais. O tecido é como de uma meia fina e nós podíamos passar as mãos enquanto caminhávamos, pra mim era como entrar na floresta num caminho sinuoso, claro que cada pessoa que participa de uma experiência dessa tem sua própria percepção, essa foi a minha, mas com certeza muitas pessoas tiveram outras impressões.

1ª experiência sensorial

Agora que nós já entendemos um pouco sobre obra sensorial vamos fazer a nossa primeira instalação sensorial, vamos fazer um guarda-cheiros, para isso vamos precisar de:

Meia fina velha, ou saquinhos de tnt, ou renda, ou ainda algum tecido fininho;

  • Pimenta do reino;
  • Saquinhos de chá;
  • Canela em pó;
  • Sabonete;
  • Arroz;
  • Areia;
  • Pedrinhas;
  • Um guarda-chuva;
  • Linha;
  • Uma venda ou lenço para cobrir os olhos;
  • Fone de ouvido e uma música ou efeito sonoro, sugiro esta, som de baleias:

 

Com os tecidos faça saquinhos com cada um dos elementos separados. Abra o guarda-chuva e com a linha pendure os saquinhos. Deixe o guarda-chuva com todos os saquinhos pendurados, você pode fazer com saquinhos de chá, pronto, agora ele é um guarda-cheiros.

Em seguida coloque o som das baleias no aparelho que você vai usar com o fone de ouvido, pode ser o celular ou mesmo o rádio, mas aí todos devem fazer silencio para que apenas o som das baleias seja escutado, o ideal é usar o fone de ouvido.

Cubra os olhos com o tecido de maneira que você não enxergue nada.

Peça para alguém colocar você embaixo do guarda-chuva para que você possa experimentar os perfumes, faça isso devagar, você pode ficar sentado no sofá ou em uma cadeira, fique assim por alguns minutos.

Depois outra pessoa da família deve experimentar também como você fez.

Quando todos já tiverem experimentado o guarda-cheiros conversem a respeito de como foi, como você se sentiu, o que mais você gostou, alguma coisa incomodou você? Se sim o que?

Divirtam-se.

Segue abaixo o link de um guarda cheiro:

2ª experiência sensorial

Cozinhar um alimento é um ato de amor, todos os dias nós nos alimentamos sem nos dar conta de que, para estar pronto o alimento foi preparado por alguém, as vezes é a nossa mãe, as vezes nosso pai, e as vezes nossos avós preparam algo para que nosso corpo receba os nutrientes que precisa além da energia de amor que foi colocada durante o preparo. Dito isto, eu quero saber se você já preparou alguma coisa com amor para sua mãe ou seu pai ou seus avós, ou mesmo para uma amiga ou amigo, alguém que você goste muito. Se você já fez algo assim eu fico muito feliz, é muito bom quando organizamos um alimento para alguém em sinal do nosso afeto. Bem, se você nunca preparou nada porque não sabia, agora eu vou ensinar uma receita muito fácil para você fazer sozinha (o), você só vai precisar de um adulto para ligar o forno, para não correr o risco de se queimar. Nossa receita é:

Biscoito de maisena com leite condensado

Ingredientes:

1 lata de leite condensado

500 gramas de maisena (amido de milho)

200 gramas de margarina sem sal (qualy)

Numa bacia coloque todos os ingredientes e mexa primeiro com uma colher, depois mexa com as mãos até que a massa fique lisa e homogênea.

Faça bolinhas que caibam na sua mão e achate, você pode cortar em formato de estrelas, letras, formas geométricas, flores, use sua criatividade.

Em uma forma passe margarina, coloque os biscoitos e leve ao forno baixo por 10 minutos, ou até que estejam dourados do lado de baixo, eles ficam mais branquinhos mesmo. Espere esfriar e sirva para as pessoas que você ama.

Segue abaixo o link de um vídeo em que o rapaz faz esta receita:

Importante: Estas atividades são experiências que todas as crianças podem fazer, guardadas as especificidades de cada criança os responsáveis podem adaptar as experiências, por exemplo, uma criança com restrição ou seletividade alimentar pode fazer uma receita fácil com os alimentos que são permitidos, basta que os responsáveis façam as devidas adaptações. Permita que as crianças sejam autônomas na preparação do alimento, com o auxílio dos responsáveis, mas com a liberdade para criarem como acham que é legal, aos adultos eu peço a gentileza de deixar os materiais disponíveis e ensinar sem interferir no produto final. Se estiver grande demais, ou torto demais, ou qualquer que seja a “ideia” de perfeição que temos como imagem, esqueça! Esse momento é para que a criança se sinta protagonista de uma situação prazerosa e que tenha um significado afetivo, faça um chá ou algo que possa acompanhar o lanche e arrume a mesa, sente-se com a criança e sorria.
O Amor está servido.

 

Xicâ G Lima

Deixe um comentário